Clique aqui para visitar a página inicial do EUFIC
Segurança E Qualidade Alimentar
Tecnologia Alimentar
Food Risk Communication
Nutrição
Saúde E Estilo De Vida
Doenças Relacionadas Com A Alimentação
Perspectivas dos consumidores
(Apenas em Inglês)
Estímulo à reflexão
(Apenas em Inglês)
Iniciativas da União Europeia
(Traduzido parcialmente)
Destaques
Balanço energético

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.



FOOD TODAY 05/2000

Comida Segura Fora de Casa

Food TodayO verão é a estação das viagens e férias. É também a estação da “doença do viajante”, que se confunde facilmente com uma afecção gastrointestinal vírica, que pode ser causada por alimentos e bebidas contaminadas. Pode reduzir-se o risco de intoxicação durante as férias tomando algumas precauções simples.

Podemos confiar nos restaurantes? 

Viajar implica comer em restaurantes desconhecidos. Para julgar a segurança alimentar destes, deve observar em primeiro lugar as condições gerais do estabelecimento, incluindo as casas de banho. Os empregados de mesa devem estar com aspecto cuidado e os pratos, copos e toalhas devem estar sem manchas ou qualquer sujidade, na sala de refeições, não indiciando falta de higiene na cozinha. Verifique o local das saladas e outros alimentos no buffet: os alimentos quentes devem estar ao vapor, enquanto os alimentos frios devem estar refrigerados, ou rodeados de gelo. Veja também se existem pratos para se servir uma segunda vez, ou se os utensílios para se servir são suficientemente longos.

Verifique os rótulos e tampas das garrafas 

Os alimentos e as bebidas, quando não são manipulados correctamente, podem transportar bactérias, vírus ou parasitas.

Água com cloro é usualmente inócua. Se não tiver a certeza acerca da qualidade da água, beba apenas café ou chá, bebidas enlatadas ou engarrafadas. Se a água não for segura, então os cubos de gelo e os recipientes de bebida também não o são; assim, beba directamente da garrafa ou lata. Limpe e seque bem os orifícios antes de abrir. Tenha a certeza que os rótulos e tampas estão intactos. Lave os dentes com água engarrafada ou água fervida durante um minuto (ou mais, se estiver a alta altitude). Se este procedimento não for possível, pode comprar umas pastilhas de iodo nas farmácias, para desinfectar a água.

Seleccione a sua comida cuidadosamente 

Evite alimentos crus e produtos alimentares feitos com leite não pasteurizado. Consuma apenas pratos cozinhados, que ainda estejam quentes ou fruta/vegetais que possa, você mesmo, retirar a pele; caso contrário poderão ter sido lavados com água não potável. Recorde-se que as ofertas de cortesia (como amendoins e bolachinhas de aperitivo, chocolates com o café) passam por muitas mãos, podendo conter bactérias oriundas das mãos sujas. Tenha muita atenção aos alimentos vendidos nos vendedores de rua.

... E se não puder evitar 

A diarreia é perigosa porque ela promove uma desidratação do organismo, causando debilidade e tonturas. Não tome medicamentos anti-diarreicos assim que notar os primeiros sintomas – dê um dia ou dois para o organismo resolver o problema naturalmente. As pastilhas de carvão vegetal e os taninos podem ajudar a confortar. Se estiver com diarreia, beba líquidos sempre que seja possível. Comece pela água, sopa passada e chá suave. Os refrigerantes também são boas ajudas, porque contêm açúcar.

As soluções de rehidratação oral (SRO) são eficazes, porque estas são absorvidas de uma forma rápida. Misture-as com água pura ou engarrafada, seguindo as indicações da embalagem. Se necessário, adicione sumo de limão para melhorar o sabor. Tente comer se conseguir: comece com alimentos magros, como as tostas, arroz e bolachas cracker; mais tarde passe para as carnes cozidas e legumes cozinhados. Nesta fase evite o leite, outros produtos lácteos, alimentos crus, fritos e alimentos picantes ou gordos, excepto o iogurte e outros probióticos, que restauram a “boa” flora intestinal, deteriorada após a diarreia. A diarreia desaparece a maioria das vezes sem tratamento. Contudo, se a debilidade não passar dentro de poucos dias, faça um tratamento.

Seguindo estas regras básicas, consegue reduzir significativamente qualquer risco de doença nas férias e aproveitar os prazeres e divertimento da gastronomia do seu destino de férias.

Podcasts relacionados
Food safety, Contaminantes alimentares, Additives
SOBRE O EUFIC
O European Food Information Council ou EUFIC (Conselho Europeu de Informação Alimentar) é uma organização sem fins lucrativos, que fornece informação científica sobre segurança e qualidade alimentar, nutrição e saúde, aos meios de comunicação, profissionais de nutrição e saúde, educadores e líderes de opinião pública, de uma forma facilmente compreensível pelos consumidores.

Ler mais
A última actualização deste site foi efectuada em 17/04/2014
Ver todos os resultados da procura