Clique aqui para visitar a página inicial do EUFIC
Segurança E Qualidade Alimentar
Tecnologia Alimentar
Food Risk Communication
Nutrição
Saúde E Estilo De Vida
Doenças Relacionadas Com A Alimentação
Perspectivas dos consumidores
(Apenas em Inglês)
Estímulo à reflexão
(Apenas em Inglês)
Iniciativas da União Europeia
(Traduzido parcialmente)
Destaques
Balanço energético

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.



FOOD TODAY 04/2005

Nutrição e o envelhecimento da população –Vitamina D e o seu papel na saúde óssea

Food TodayA proporção de idosos na Europa é actualmente cerca de 20% e está previsto que aumente para 25% até 2020. A mudança demográfica mais pronunciada afecta o grupo de maior idade (80 anos ou mais). Existe uma série de factores, incluindo nutrição, que contribui para este aumento da esperança média de vida. Este fenómeno global tem renovado o interesse sobre o envelhecimento, entre os investigadores, políticos e industriais.
Em Novembro de 2004, num seminário organizado pela Comissão Europeia, muitos cientistas partilharam os resultados, obtidos até à data, de estudos relacionados com a nutrição e o envelhecimento, com o objectivo de extrair alguns ensinamentos para os cuidados de saúde e definir prioridades para o futuro. A nutrição e o envelhecimento são áreas prioritárias no Quinto Programa Quadro da União Europeia, que financiou verbas para dez projectos de investigação nesta área. Alguns dos temas abordados são: dieta e a prevenção da doença de Alzheimer (LIPIDIET), alimentos funcionais para idosos (Crownalife) e vitamina D e a saúde óssea (OPTIFORD). Este artigo discute a relação entre a vitamina D e a saúde óssea e o objectivo do projecto OPTIFORD.
 
Desafios nutricionais
 
O simples facto de a população viver mais tempo, torna a osteoporose mais prevalente. A osteoporose é uma doença caracterizada pela redução da massa óssea e deterioração do tecido ósseo, levando a um aumento da fragilidade dos ossos e um aumento do risco de fracturas, principalmente ao nível da anca, coluna e punho.
 
No caso da população idosa, vários factores contribuem para o risco de osteoporose, como a dieta de pouca qualidade, o consumo reduzido de cálcio, uma actividade física e uma exposição solar baixas, e os níveis reduzidos ou ausência de hormonas masculinas e femininas. Embora a osteoporose seja menos frequente nos homens do que nas mulheres, os homens também apresentam um elevado risco desta doença. A consequência disto é que estes não sabem as medidas preventivas para se protegerem contra esta.
A insuficiência de cálcio na dieta é conhecida como um factor alimentar para o desenvolvimento da osteoporose, uma deficiência em vitamina D também desempenha um papel importante nesta. Com uma insuficiência de vitamina D, a capacidade do organismo para utilizar o cálcio fica comprometida, o que contribui para o desenvolvimento da osteoporose.
 
Vitamina D e a Saúde Óssea
 
A vitaminha D é uma vitamina lipossolúvel, essencial para a manutenção da saúde óssea. Esta permite o organismo utilizar o cálcio de forma eficiente. O cálcio, por sua vez, é essencial para o funcionamento normal do sistema nervoso, crescimento dos ossos e manutenção da sua densidade.
 
A vitamina D pode ser obtida a partir da luz solar e dos alimentos. A exposição solar (fotões ultravioleta – UVB) é a sua principal fonte. No entanto, a síntese desta vitamina na pele é condicionada pela estação do ano, localização, hora do dia, poluição e idade. Por exemplo, indivíduos que vivem numa região do hemisfério norte ou sul (40 graus de latitude para norte ou sul) não têm uma exposição solar suficiente de UVB, nos meses de Inverno, para formar a vitamina D necessária. Com a idade, a capacidade do corpo para sintetizar esta vitamina, através da exposição solar, diminui significativamente.
 
A vitamina D está presente, naturalmente, em alguns alimentos; em maior concentração nos peixes gordos, como o salmão, cavala e sardinha. A vitamina D também é encontrada num número limitado de alimentos enriquecidos. Na Europa, alguns países fortificam a margarina e alguns produtos de cereais.
 
O projecto OPTIFORD
 
O objectivo da equipa do projecto OPTIFORD, que reúne investigadores provenientes de cinco países europeus, é melhorar os níveis de vitamina D dos grandes grupos populacionais, como os idosos, na Europa. Estes pretendem reduzir a osteoporose através de um melhor aporte alimentar de vitamina D.
 
O projecto visa determinar se o enriquecimento do pão com vitamina D é um método fácil, para remediar o défice desta nos grandes grupos da população europeia (por exemplo, os idosos), e qual o nível óptimo deste enriquecimento. Um resultado importante é que vai permitir reforçar a base científica de recomendações, relativas à vitamina D como nutriente. Os resultados preliminares são encorajadores.
 
Referências
  1. Optiford Project http://www.optiford.org/
  2. European Research
  3. World Health Organization: Active Ageing: A Policy Framework Report of the Noncommunicable Disease Prevention and Health Promotion Department: Ageing and Life Course: http://www.who.int/hpr/ageing
  4. Holick, M.F. Sunlight and vitamin D for bone health and prevention of autoimmune diseases, cancers and cardiovascular disease. Am J Clin Nutr 2004; 80 (suppl): 1678S-1688S.
  5. New, S.A. Exercise, bone and nutrition Proceedings of the Nutrition Society (2001), 60, 265 – 274.
SOBRE O EUFIC
O European Food Information Council ou EUFIC (Conselho Europeu de Informação Alimentar) é uma organização sem fins lucrativos, que fornece informação científica sobre segurança e qualidade alimentar, nutrição e saúde, aos meios de comunicação, profissionais de nutrição e saúde, educadores e líderes de opinião pública, de uma forma facilmente compreensível pelos consumidores.

Ler mais
A última actualização deste site foi efectuada em 23/04/2014
Ver todos os resultados da procura