Clique aqui para visitar a página inicial do EUFIC
Segurança E Qualidade Alimentar
Tecnologia Alimentar
Food Risk Communication
Nutrição
Saúde E Estilo De Vida
Doenças Relacionadas Com A Alimentação
Perspectivas dos consumidores
(Apenas em Inglês)
Estímulo à reflexão
(Apenas em Inglês)
Iniciativas da União Europeia
(Traduzido parcialmente)
Destaques
Balanço energético

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.



FOOD TODAY 02/2002

Focando a Saúde dos Olhos

Food TodayRecorda-se do velho conselho de comer cenouras para poder ver no escuro? Cada vez existem mais evidências de que os nutrientes antioxidantes presentes em muitas plantas, incluindo nas cenouras ou noutras frutas e vegetais vermelhos ou amarelos, óleos de peixe ou em vísceras podem ajudar a prevenir problemas de vista, que estão associados algumas das vezes com o envelhecimento.

Nos EU, cerca de 760 em 100.000 pessoas apresentam problemas de vista. As duas causas major da falta de vista, nos países ocidentais, são as cataratas e a degeneração macular associada à idade; ambas as condições estão associadas à diabetes, obesidade e envelhecimento. Apesar dos problemas visuais não colocarem em risco a vida de quem os apresenta, estes limitam consideravelmente a sua independência, mobilidade e qualidade de vida.

Os danos oxidativos são o maior factor de risco em ambas as condições. Existem cada vez mais estudos que mostram que os nutrientes antioxidantes, como a vitamina A, C e E, juntamente com os pigmentos carotenóides, como a luteína e a zeaxantina (encontradas nas frutas e vegetais), podem prevenir ou retardar o aparecimento destas formas de cegueira na velhice.

Cataratas
As cataratas são caracterizadas pelo aparecimento de uma névoa no cristalino, que é composto por água e proteínas e que normalmente é transparente. O cristalino encontra-se por detrás da zona colorida do olho – a íris – e incide os raios de luz sobre a mácula, atrás da retina. As cataratas desenvolvem-se, quando parte das proteínas se aglutina, causando uma opacidade do cristalino e impedindo a passagem dos raios de luz.

Em muitos indivíduos, as cataratas desenvolvem-se lentamente ao longo do tempo, tornando a visão gradualmente menos definida. Felizmente, o tratamento das cataratas é um procedimento cirúrgico relativamente simples, que envolve uma substituição da lenta opaca do cristalino por um implante injectável.

As causas do aparecimento de cataratas ainda não são claras; contudo, estas parecem estar relacionadas com uma mudança da composição química do cristalino e a idade. Numa fase em que a evolução é normal, as células do organismo, incluindo as dos olhos, produzem umas substâncias chamadas de radicais livres. Ao longo do tempo, estes radicais livres podem criar danos nos tecidos e orgãos, e julga-se que podem estar associados com as típicas doenças do envelhecimento, como as cataratas.

Degeneração macular relacionada com a idade
A degeneração macular relacionada com a idade é uma doença progressiva crónica, que ocorre quando os tecidos da mácula (parte central da retina) se deterioram. A mácula, do tamanho da cabeça de um alfinete, é responsável pela nossa visão central e pela visão mais acutilante, que é a necessária para ler, escrever, conduzir à noite e que nos dá a capacidade de ver a cores. Na degeneração macular, a visão torna-se desfocada, as linhas direitas tornam-se enevoadas e as cores difíceis de distinguir. Assim, esta é uma gradual e indolor perda de visão, que não tem tratamento e por isso deve-se fazer tudo para a prevenir.

Os estudos ainda não descobriram por que é que esta ocorre. A idade e a história familiar são dois dos principais factores de risco. Outros factores que podem estar associados com o aumento do risco são:

  • exposição prolongada ao sol
  • baixos níveis de minerais e vitaminas antioxidantes, como a A, C e E, no sangue
  • fumar
  • certos problemas circulatórios, como a pressão arterial alta.

Consumir mais frutas e vegetais
Estudos sobre antioxidantes confirmam a hipótese de que aumentar o consumo de vitaminas A e E pode contribuir para a prevenção, ou retardar, o aparecimento de alguns tipos de cataratas e de degeneração macular. Mais recentemente, têm-se feito pesquisas sobre dois pigmentos, a luteína e a zeaxantina, que estão em elevadas quantidades na retina. A luteína e a zeaxantina são encontradas em vegetais, como o milho e espinafres e também na gema de ovo. Julga-se que elevadas concentrações de luteína e zeaxantina no sangue pode proteger a retina de lesões provocadas por certos comprimentos de onda de luz prejudiciais.

Tal como em outras doenças crónicas, a prevenção das cataratas e da degeneração macular relacionada com a idade está relacionada com uma dieta saudável. As recomendações passam por tentar consumir pelo menos 5 porções de fruta e vegetais por dia, não só para ter uma vista saudável mas também para evitar muitas outras doenças. Assim, toca a comer mais vegetais e frutas!

Cuide dos seus olhos
Para manter os seus olhos com boa saúde, siga as recomendações seguintes:

  • faça uma dieta saudável, repleta de fruta e vegetais. Escolha frutas e vegetais verdes e amarelas escuras. Os vegetais da família da couve, incluindo a couve-flor, as couves de Bruxelas e os brócolos são muito benéficos. A luteína e a zeaxantina são encontradas em alta quantidade nas gemas de ovo, milho e espinafres.
  • utilize óculos de sol para proteger os seus olhos dos raios.
  • vigie outras doenças que aumentem o risco de degeneração visual, como a pressão arterial elevada.
  • não fume.
  • faça um check-up regular à vista.

Coma cenouras
Parece que o conselho tradicional de consumir cenouras em abundância para ver melhor no escuro tem algum fundamento. As cenouras contêm beta-caroteno, que é convertido em vitamina A pelo organismo. Na retina, uma forma particular de vitamina A constitui uma parte dos pigmentos visuais, que reconhece a luz; daí que um dos sintomas de deficiência em vitamina A seja a dificuldade em um indivíduo se adaptar a uma luz de baixa intensidade (cegueira nocturna). Uma vez que o pigmento macular é composto por elementos de origem dietética, aumentar o consumo de frutas e verduras, como os espinafres, brócolos e milho ou de suplementos alimentares que contenham estes nutrientes antioxidantes (beta-caroteno e luteína), podem melhorar a visão e a percepção da cor ao longo da vida, reduzindo o risco de perder a vista com a idade.

Referências

  • Eureye Study into Visual Disability due to AMD. Study Coordinator, Professor Fletcher, London School of Hygiene and Tropical Medicine (due to report in 2003)  
  • Seddon, J. M.; Ajani, U. A.; Sperduto, R. D. et al. (1994) Dietary carotenoids, vitamins A, C and E, and advanced age-related macular degeneration. Journal of the American Medical Association 272 1413-1420
Podcasts relacionados
SOBRE O EUFIC
O European Food Information Council ou EUFIC (Conselho Europeu de Informação Alimentar) é uma organização sem fins lucrativos, que fornece informação científica sobre segurança e qualidade alimentar, nutrição e saúde, aos meios de comunicação, profissionais de nutrição e saúde, educadores e líderes de opinião pública, de uma forma facilmente compreensível pelos consumidores.

Ler mais
A última actualização deste site foi efectuada em 30/07/2014
Ver todos os resultados da procura