Clique aqui para visitar a página inicial do EUFIC
Segurança E Qualidade Alimentar
Tecnologia Alimentar
Food Risk Communication
Nutrição
Saúde E Estilo De Vida
Doenças Relacionadas Com A Alimentação
Perspectivas dos consumidores
(Apenas em Inglês)
Estímulo à reflexão
(Apenas em Inglês)
Iniciativas da União Europeia
(Traduzido parcialmente)
Destaques
Balanço energético

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.



FOOD TODAY 01/2006

Boas perspectivas para os probióticos

Food TodayHá dez anos, poucas pessoas tinham ouvido falar nos probióticos, ainda que fossem consumidos regularmente em alimentos com o iogurte. Agora que o termo se tornou mais familiar, e que o número de produtos probióticos está em expansão, existem dados científicos evidentes que atestam o beneficio que estes representam para a nossa saúde. Assim sendo, o que são os probióticos e em que medida podem beneficiar a nossa saúde?
Qual a função dos probióticos?
 
Muitas espécies diferentes de bactérias actuam em conjunto no intestino humano por forma a manter a sua função normalizada. Factores como o stress ou tratamento com antibióticos podem, todavia, alterar o equilíbrio bacteriano natural, promovendo uma diminuição do número de organismos benéficos, como os lactobacilos e as bifidobacterias, relativamente às bactérias nocivas ao nosso organismo.  Esta alteração pode tornar a pessoa mais vulnerável a infecções de origem alimentar, como as causadas por Salmonelas, E. coli e Listeria. Pode ainda predispô-lo a afecções intestinais, como o cancro do cólon e colite ulcerosa1. É aqui que entram os probióticos. Os probióticos são microrganismos vivos (tais como as bactérias lácteas e as bifidobacterias) que, quando consumidos regularmente, e em quantidades suficientes, modificam o equilíbrio bacteriano no intestino com efeitos benéficos para a saúde. Os probióticos podem ser adicionados a alimentos como os iogurtes e outros produtos lácteos fermentados, ou tomados sob a forma de suplementos – de tal modo que são comuns em lojas e supermercados.
 
Possibilidades terapêuticas
 
O conceito científico por detrás dos probióticos é agora globalmente aceite, porem só recentemente se começou a realizar ensaios clínicos para testar as capacidades dos preparados de probióticos na prevenção ou tratamento de doenças específicas, como por exemplo inflamação ou infecção intestinal e cancro. Os efeitos positivos já comprovados incluem:
  • Prevenção da diarreia aguda em crianças
  • Melhoria nos casos de diarreia associada à utilização de antibióticos
  • Controlo dos sintomas de inflamação intestinal e de distúrbios, como a doença de Crohn e a síndrome do cólon irritável
  • Reforço do sistema imunitário
  • Redução das alergias em recém nascidos
PROEUHEALTH
 
O promissor trabalho inicial abriu as portas a uma iniciativa científica promissora, conhecida por PROEUHEALTH, que envolve parceiros de investigação de 16 países europeus. Este conjunto de projectos aponta para uma melhor compreensão do modo como os probióticos podem contribuir para a saúde e bem estar3. Uma importante área de pesquisa é a identificação das bactérias específicas que estão presentes no intestino saudável e como estas se alteram com a idade, hábitos alimentares, estilo de vida, bem como em resposta a doenças crónicas. Dado que os efeitos dos probióticos diferem dependendo da sua estirpe, os dados da PROEUHEALTH conjuntamente com resultados de estudos anteriores, vêm ajudar a determinar quais as bactérias que podem melhorar o sistema de defesa natural e/ou prevenir doenças concretas3. Espera-se que os resultados da investigação, levada a cabo pela plataforma da UE, consigam sustentar o desenvolvimento de várias terapêuticas probióticas especificamente adequadas a determinadas faixas etárias e estilos de vida.
 
Probióticos para a saúde e bem estar
 
Os alimentos probióticos (tais como os iogurtes e bebidas) são uma forma de melhorar a saúde em geral e o bem estar, cada vez mais popular. Tendo em consideração esta popularidade, o público em geral necessita de garantias de que estes produtos são seguros e eficazes. Existe a necessidade de um maior numero de evidências que demonstrem os efeitos exactos na saúde de preparações probióticas especificas, assim como uma verificação de que estes são completamente seguros quando consumidos a longo prazo. Todavia, já existem directrizes que garantem que os alimentos probióticos contêm estirpes bacterianas seguras e que os estudos apropriados foram efectuados para demonstrar os seus efeitos benéficos para o organismo4. Rigorosas directrizes europeias relativas às alegações para a saúde irão futuramente proteger e assegurar os consumidores relativamente a informações específicas sobre os efeitos benéficos dos probióticos.
 
Apenas um começo
 
O trabalho inicial demonstrou que os probióticos têm um efeito real sobre as bactérias intestinais e que existe um potencial muito maior, considerando os seus efeitos na saúde. Brevemente serão publicados os resultados deste projecto promissor, que irão melhorar a qualidade e segurança dos probióticos, incentivando o desenvolvimento de produtos mais específicos no futuro. 
 
Referências
  1. Fooks LR & Gibson GR (2002) Probiotics as modulators of the gut flora. British Journal of Nutrition 88 (Suppl 1) S39-S49
  2. FAO/WHO (2001) Health and Nutritional Properties of Probiotics in Food including Powder Milk with Live Lactic Acid Bacteria. www.fao.org
  3. The Food, GI tract functionality and Human health cluster. Visit virtual.vtt.fi/virtual/proeuhealth/ for updates on latest research news
  4. FAO/WHO (2002) Guidelines for the Evaluation of Probiotics in Food. www.fao.org
Podcasts relacionados
Carbohydrates & fibre, Dietary fibre, Obesity, Gut health, Functional foods
Carbohydrates & fibre, Gut health, Obesity, Functional foods , Dietary fibre
Food labelling & claims, Fortified foods , Functional foods , Dietary fibre, Fibra (Fibra alimentar), Omega-3, Food Choice
SOBRE O EUFIC
O European Food Information Council ou EUFIC (Conselho Europeu de Informação Alimentar) é uma organização sem fins lucrativos, que fornece informação científica sobre segurança e qualidade alimentar, nutrição e saúde, aos meios de comunicação, profissionais de nutrição e saúde, educadores e líderes de opinião pública, de uma forma facilmente compreensível pelos consumidores.

Ler mais
A última actualização deste site foi efectuada em 02/09/2014
Ver todos os resultados da procura