Clique aqui para visitar a página inicial do EUFIC
Segurança E Qualidade Alimentar
Tecnologia Alimentar
Food Risk Communication
Nutrição
Saúde E Estilo De Vida
Doenças Relacionadas Com A Alimentação
Perspectivas dos consumidores
(Apenas em Inglês)
Estímulo à reflexão
(Apenas em Inglês)
Iniciativas da União Europeia
(Traduzido parcialmente)
Destaques
Balanço energético

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.



FOOD TODAY 07/2000

Hidratação – Essencial para o seu bem-estar

Food TodaySente-se exausto e a sua energia parece ter-se esgotado? Questione-se “que quantidade de fluidos tem ingerido?”

A Dra. Susan Shirreffs, especialista em desidratação no Departamento de Ciências Biomédicas da Universidade de Aberdeen afirma que: “Normalmente, a maioria das pessoas necessita ingerir entre um a dois litros de líquidos por dia, de forma a manter-se saudável. Mesmo uma pequena desidratação pode conduzir a dores de cabeça, letargia ou simplesmente uma redução generalizada no estado de alerta”.

A desidratação pode tornar-se mais grave. Pessoas que bebem regularmente quantidades muito reduzidas de líquidos correm o risco de sofrerem, a longo prazo, de perturbações a nível renal, das funções mentais, digestivas, ou até mesmo cardíacas. Provavelmente, esta situação não constitui uma surpresa, uma vez que o volume sanguíneo que circula no nosso organismo reflecte a quantidade de água ingerida.

Quando se diminui a ingestão de fluidos, verifica-se uma diminuição do volume sanguíneo, reduzindo, consequentemente, o fluxo disponível para irrigar o coração, cérebro, músculos e todos os principais órgãos do organismo. Quando menor for o fluxo sanguíneo, menor será o fluxo de oxigénio recebido pelos órgãos vitais, diminuindo a capacidade para exercerem as suas funções ditas normais.

Quando beber?

Infelizmente não podemos confiar exclusivamente nos mecanismos da sede para sabermos quando devemos ingerir líquidos. Quando nos apercebemos que temos sede já nos encontramos ligeiramente desidratados. O segredo reside em ingerir líquidos regularmente ao longo do dia.

  • Crianças É especialmente importante ter atenção à quantidade e frequência da ingestão diária de líquidos nas crianças, uma vez que o mecanismo desencadeante da sede não se encontra tão bem desenvolvido comparativamente aos adultos. Adicionalmente, uma vez que passam o seu dia a correr de um lado para o outro, é vital beber água com frequência, assim como outros bebidas quentes ou frias, para manter o bom equilíbrio hídrico. Deve ser dada especial atenção durante os meses de mais calor, pois o corpo, tal como no caso dos adultos, pode perder uma grande quantidade água através da transpiração, de forma a manter a temperatura corporal.
  • Idosos Enquanto que, por um lado, as crianças apresentam um mecanismo da sede imaturo, conforme vamos envelhecendo, esses mecanismos vão se tornando cada vez menos sensíveis. Se juntarmos a isto o facto de muitos idosos limitarem voluntariamente a ingestão diária de fluidos, na tentativa de evitar as idas frequentes à casa de banho, muitas vezes esgotantes do ponto de vista físico, o risco de desidratação é ainda maior. É portanto recomendado o consumo adicional diário e regular dos seus sumos de fruta preferidos, chás, cafés, chocolate quente, sopas, para além da água.

Actividade física

A actividade física é um trabalho desgastante a nível hídrico. Perdemos água a nível da transpiração, mais uma vez, como forma de manter a temperatura corporal, mas também através da exalação de vapor de água pela respiração. Quando mais intenso e prolongado for o exercício, e quanto mais quente e húmido for o local, maior será a perda hídrica. O grau de perda pode alcançar valores surpreendentemente elevados e, caso os fluidos não sejam rapidamente repostos, a desidratação arrastar-se-á, afectando significativamente a capacidade física. Para um controlo adequado do aporte para compensar a perda hídrica, deve pesar-se antes e depois do exercício físico, e beber um litro de liquido por cada quilograma perdido. Caso contrário, na impossibilidade de se pesar, beba um litro de água por cada hora de exercício físico vigoroso.

O ideal é beber antes, durante e a seguir ao exercício físico. É preferível o consumo de água ou de bebidas isotónicas que apresentem a mesma concentração de sais minerais e açúcar que os observados no sangue.

Embora a ingestão de fluidos seja essencial, não podemos esquecer as calorias ingeridas através das bebidas. Tente fazer uma selecção equilibrada de bebidas em função dos seus dispêndios energéticos.

E lembre-se, para manter um bom equilíbrio hídrico não basta sentir-se bem e optimizar a sua saúde interna, é também uma importante fonte de beleza: ajuda a manter a pele hidratada e com um aspecto saudável tanto por dentro como por fora.

SOBRE O EUFIC
O European Food Information Council ou EUFIC (Conselho Europeu de Informação Alimentar) é uma organização sem fins lucrativos, que fornece informação científica sobre segurança e qualidade alimentar, nutrição e saúde, aos meios de comunicação, profissionais de nutrição e saúde, educadores e líderes de opinião pública, de uma forma facilmente compreensível pelos consumidores.

Ler mais
A última actualização deste site foi efectuada em 02/09/2014
Ver todos os resultados da procura